NOTÍCIAS

Como fazer um cronograma de estudos

14.MAI

Para quem deseja passar no vestibular, organização pode ser uma palavra fundamental, já que, geralmente, são muitos os conteúdos para se estudar e escasso o tempo para dar conta de tudo isso. O melhor, então, é se planejar e criar uma rotina para ser seguida com perseverança. Na verdade, não há uma fórmula mágica para o cronograma perfeito, mas algumas dicas podem ser fundamentais e poderão ajudar muito na hora de criar o seu. Confira:

Antes de começar

Defina a sua disponibilidade

Em primeiro lugar, você precisa conhecer a sua rotina e listar todas as atividades do seu dia a dia, como a escola ou o cursinho, os esportes e o lazer. Só a partir daí é possível saber quanto tempo disponível você terá para se concentrar apenas em estudar.

Durante esse processo, abrir mão de algumas coisas pode ser inevitável: você terá que dizer alguns “nãos” e definir prioridades.

Estabeleça objetivos

Defina quais são os seus objetivos principais e descubra o que é necessário para chegar lá. Por exemplo: você quer passar no vestibular? Em qual universidade? Quantos acertos na prova são necessários para conseguir a vaga no seu curso? Essas respostas te ajudam a traçar metas e a se planejar muito melhor. Procure ter seus objetivos sempre em mente e, se possível, escreva-os no topo do seu plano de estudos para que você se mantenha focado.

Escolha a melhor plataforma

Você gosta mais de escrever no papel ou prefere fazer tudo pelo computador? Escolha o que irá utilizar para criar o seu cronograma: podem ser folhas de papel, planilhas do Excel, um software para PC ou algum aplicativo para smartphone. Pesquise e encontre o que melhor se encaixa às suas preferências!

Montando o plano

Seja realista

É fundamental montar um plano de estudos que você seja capaz de cumprir. Não adianta colocar metas inalcançáveis, que vão fazer você se esgotar ou até mesmo desistir rapidamente. Respeite os seus limites físicos e psicológicos, criando um cronograma eficiente que se adapte às suas características e atenda às suas necessidades.

Estabeleça metas

Uma dica interessante é estruturar os seus estudos de maneira semanal. Além disso, você também pode definir metas mensais, como estabelecer que estudará 8 capítulos de matemática em maio e fará todos os exercícios da matéria da apostila, por exemplo. Ao final do mês, veja se conseguiu cumprir suas metas, e a partir daí, você poderá fazer uma autoanálise para identificar o que precisa melhorar para os próximos 30 dias.

Escolhendo as matérias

Para quem está na escola

Caso você esteja no ensino médio ou no cursinho, opte por montar sua rotina de acordo com as matérias já estudadas em sala de aula. Geralmente, os colégios já possuem uma divisão eficiente dos conteúdos do ano, então aproveite isso, aprofundando-se nas matérias em casa. Os finais de semana podem ser utilizados para focar nas revisões e na resolução de exercícios e de provas antigas, por exemplo.

Defina o tempo de estudo para cada matéria

A escolha das matérias a serem estudadas é algo pessoal, já que as em que você tem mais dificuldade devem demandar mais tempo no seu cronograma. Mas algumas dicas gerais podem ser úteis: há pesquisas que defendem que o máximo que você consegue se manter concentrado são 90 minutos. Por isso, independente da matéria, pense em intervalos e em momentos de descanso. Um bom método é colocar 1 hora de estudos seguidos de 10 minutos de descanso. Nos dias com menos tempo disponível, você pode reduzir para algo como 30 minutos estudando e 5 descansando.

Defina a ordem

Uma dica importante é sempre começar o cronograma de estudo pelas matérias em que você tem mais dificuldade, já que começa por elas estando mais descansado e focado. Quanto aos assuntos, pode ser interessante misturar as áreas do conhecimento durante o dia para não ficar imerso em apenas um mesmo conteúdo. Veja o exemplo de uma boa rotina de estudos a seguir:

11:00 – 12:00

Matemática

12:00 – 13:00

Almoço

13:00 – 14:00

História


Outra opção é pensar em uma combinação de disciplinas semelhantes e que conversem entre si, por exemplo:

10:00 – 11:00

Matemática

11:10 – 11:10

Intervalo

11:10 – 12:10

Física

12:10 – 13:00

Almoço

13:00 – 14:00

História

14:00 – 14:10

Intervalo

14:10 – 15:10

Geografia


Outra opção é pensar em uma combinação de disciplinas semelhantes e que conversem entre si, por exemplo:

10:00 – 11:00

Matemática

11:10 – 11:10

Intervalo

11:10 – 12:10

Física

12:10 – 13:00

Almoço

13:00 – 14:00

História

14:00 – 14:10

Intervalo

14:10 – 15:10

Geografia


Matemática e física utilizam conhecimentos parecidos, e quando colocadas juntas, podem otimizar o aprendizado. O mesmo acontece com geografia e história.

Por fim, uma última dica é não concentrar a matéria toda em apenas um dia da semana, pois você só voltará aos mesmos assuntos dias depois, o que pode atrapalhar o aprendizado. Faça com que os conteúdos sejam estudados pelo menos duas vezes semanalmente.

Exercícios

A resolução de exercícios é essencial para a fixação do conteúdo. Você pode optar por fazer isso junto ao estudo da matéria. Outra opção é reservar um tempo separado entre teoria e exercícios, estudando no começo do dia e fazendo os exercícios à tarde, por exemplo.

Não descuide das revisões

Periodicamente revise os conteúdos que você viu durante a semana ou nos últimos 15 dias, principalmente aqueles que são mais difíceis de entender. Outra dica é deixar alguns exercícios para fazer na revisão, já que eles retomam os assuntos sem necessariamente exigir a leitura de todo o capítulo de novo.

Seja flexível

O cronograma que você criar não precisa necessariamente ser mantido o ano todo: pode haver alterações para melhorá-lo ou mesmo para não deixar a rotina enjoativa.

Diferentes formas de estudo

Dentro do seu cronograma, deixe um tempo para outras formas de estudo que escapem das apostilas e dos exercícios, como as videoaulas e os materiais disponibilizados on-line, por exemplo. Veja aqui alguns sites que você pode utilizar. Além disso, você pode aproveitar o tempo de descanso para assistir filmes ou ler livros que te ajudarão de maneira indireta nos estudos.

Faça as provas de anos passados

Lembra do objetivo que você definiu lá no começo? Ele vai ser bem útil agora. Sabendo as universidades que você quer, aproveite para refazer os seus vestibulares antigos e conheça as provas como a palma da sua mão. É improvável que os mesmos assuntos caiam todos os anos, mas há alguns padrões que são mantidos, principalmente no discurso das questões. Assim, pelo menos mensalmente, separe um tempinho para refazer essas provas.

Conciliando provas da escola e vestibular

Os estudantes do ensino médio também precisam alternar os estudos para o vestibular com as provas da escola. Por isso, uma boa estratégia é fazer com que os conteúdos caminhem juntos: estude justamente o que você está aprendendo em sala de aula e crie uma ótima junção entre colégio, provas e estudo em casa.

Pense em você mesmo

Saiba que cansaço é normal, mas desânimo e estresse constantes não são. Se você não estiver saudável, pode comprometer, inclusive, os seus resultados nas provas. Por isso, de maneira alguma deixe de cuidar da sua saúde! O seu cronograma deve respeitar as suas horas de sono, a alimentação, os exercícios físicos e até mesmo os momentos de lazer.

Mãos à obra!

Agora que você já aprendeu como organizar a criação do seu cronograma de estudos, é o momento de fazê-lo! Retire um bom tempo para isso, sente-se e, com calma, reveja todas as dicas e comece a colocá-las em prática.

É importante manter o foco e a determinação para seguir em frente com o seu planejamento e fazer o seu tempo de estudos render. No meio do caminho, se o cansaço desanimá-lo, siga firme em direção aos seus objetivos! O blog do COC está aqui para te ajudar, então acompanhe as nossas dicas e esteja sempre com a mente focada no vestibular!

Entenda a Teoria dos Conjuntos

Dia da Matemática: dicas para fazer cálculos mais rápido

Por quanto tempo vale a nota do Enem?

Aqui estudar é poder!

O COC dispõe dos recursos mais modernos que a tecnologia oferece para o aprendizado, clique aqui e conheça a unidade mais próxima de você.

 
 

Todos os Direitos Reservados a Pearson Ltda.

Pearson - Always Learning